Constrate:
Blog

CONSTRUINDO O NOVO ENSINO MÉDIO: PROJETOS INTERDISCIPLINARES – FÍSICA

Código da Coleção: 0293P21133

Obra inscrita e submetida à avaliação no PNLD 2021 – Objeto 3 | Material de divulgação Editora do Brasil

Desenvolvido pela Editora do Brasil especialmente para os professores de Física, esta obra de formação continuada constitui um dos preceitos para a adoção das propostas do Novo Ensino Médio, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC); além disso, propõe uma estrutura curricular flexível e componentes curriculares integrados por área de conhecimento. As novas diretrizes mudam o contexto educacional brasileiro; logo, a atualização do saber docente é de extrema importância.

A partir de agora, os professores de Física, Química e Biologia trabalharão sob a perspectiva da educação na área de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, em que o diálogo entre essas matérias será intensificado com o compartilhamento de ideias e trabalhos. No livro são apresentadas atividades e vivências que buscam relacionar teoria e prática, reflexões individuais com base na leitura de textos teóricos e aplicação do conhecimento de modo individual ou em grupos de professores da área, voltando-se para o trabalho pedagógico integrado.

Destaques da Obra

  • Contribui para a construção e a valorização do projeto de vida do professor, proporcionando novos conhecimentos de ensino e aprendizagem e priorizando as metodologias ativas e participativas;
  • Orienta o professor para que faça reflexões sobre suas práticas em um novo contexto educacional repleto de mudanças, que propõe atuações interdisciplinares e por área de conhecimento;
  • Agrega qualidade ao processo de ensino e aprendizagem e atender às demandas da sociedade contemporânea.
  • A estrutura curricular flexível possibilita abordagens sistêmicas e dinâmicas dos conteúdos, com foco na interdisciplinaridade, e centradas no desenvolvimento de competências e habilidades dos estudantes, considerando suas diferentes culturas e seus projetos de vida. Por isso, é fundamental que os docentes se apropriem dos referenciais teóricos e metodológicos que sustentam essas abordagens pedagógicas para o êxito em suas práticas.
  • A obra apresenta abordagens relacionadas com quatro dimensões da formação:
    • Conhecimento de si, do outro e do coletivo;
    • O saber disciplinar em xeque;
    • Área de conhecimento em foco;
    • Repensar a avaliação, para que seja formativa e processual.
  • O livro adota a metodologia de parte dos trabalhos do educador, filósofo e físico belga Gérard Fourez, que questiona os limites trazidos pelo ensino disciplinar à educação científica e valoriza os conhecimentos produzidos pelo ensino por projetos interdisciplinares. A metodologia de sala de aula envolve a construção de Ilhas Interdisciplinares de Racionalidade, que se inserem no contexto do letramento científico e tecnológico, uma vez que aproximam o aprendizado escolar dos estudantes ao propor problemas multifacetados, integrando questões sociocientíficas conectadas a seu mundo imediato.

Possibilita também o uso de diferentes linguagens, abordagens e soluções não triviais e consensuais, que, muitas vezes, geram dilemas éticos e morais que podem ser estudados de acordo com o diálogo entre os estudantes e a mediação docente. Por pressupor a ação reflexiva permanente dos alunos sobre aquilo que fazem e quais são as implicações sobre o que fazem, a metodologia é altamente participativa.

Estrutura da Obra

Unidade 1 – COMEÇO DE CONVERSA: apresenta as diretrizes da BNCC e do Novo Ensino Médio, assim como informações sintetizadas sobre as vivências e atividades propostas no livro e as obras de referência que embasam sua metodologia.

Unidade 2 – DE ONDE VIM, ONDE ESTOU E PARA ONDE VOU: desenvolve subsídios para o professor elaborar um projeto de vida que valorize seus conhecimentos e suas habilidades.

Unidade 3 – O PAPEL DA FÍSICA NO CONTEXTO ATUAL: discute o papel da Física na contemporaneidade e sua relação com a sociedade e a cultura.

Unidade 4 – MEDIAÇÃO DIDÁTICA DA FÍSICA: apresenta aspectos da mediação didática pela perspectiva da transposição didática, proposta pelo professor de Matemática francês Yves Chevallard.

Unidade 5 – DO CONHECIMENTO DISCIPLINAR ÀS PRÁTICAS INTERDISCIPLINARES: como o conhecimento é desenvolvido e organizado ao longo do tempo, influenciado por aspectos culturais, históricos, econômicos e sociais. Discute a base epistemológica dos currículos e mostra como surgiu a necessidade de inclusão da interdisciplinaridade.

Unidade 6 – AVANÇANDO AS FRONTEIRAS DISCIPLINARES: traz as bases teórico-metodológicas do ensino por projetos, ampliando a ideia de conteúdo escolar para conceitos, procedimentos e atitudes. Os estudantes devem utilizar a base curricular científica proposta pela BNCC para lidar com os desafios da vida pessoal e em comunidade.

Unidade 7 – PROJETOS DIDÁTICOS INTERDISCIPLINARES: considera todas as discussões realizadas para apresentar algumas estruturas de projetos.

Videotutoriais

A obra é acompanhada de um videotutorial que, sinteticamente, apresenta:

  • Abordagem teórico-metodológica;
  • Os objetivos e as as justificativas das unidades;
  • Conceitos primordiais da BNCC que serão abordados;
  • Os procedimentos a serem

Autores