Constrate:
Blog

NOVAS PRÁTICAS PARA O ENSINO MÉDIO: GEOGRAFIA

Código da Coleção: 0302P21053

Obra inscrita e submetida à avaliação no PNLD 2021 – Objeto 3 | Material de divulgação Editora do Brasil

Considerando as intensas e constantes mudanças na Educação brasileira, a Editora do Brasil desenvolveu esta obra de formação continuada exclusivamente para os professores de Geografia. O modelo do Novo Ensino Médio e as diretrizes da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) representam a entrada do Brasil em um novo contexto da educação mundial, que demanda, por parte dos professores, uma mudança de paradigmas sobre as relações entre ensino e aprendizagem, levando os docentes a se atualizarem com frequência para atender às rápidas transformações que alteram as dinâmicas sociais e naturais, determinando novos arranjos espaciais e objetos de conhecimento. Os conteúdos são apresentados por meio de diferentes linguagens, que incluem citações e obras de especialistas, literatura, obras de arte, entre outros gêneros textuais que ampliam o repertório técnico e cultural dos professores e demandam operações cognitivas diversificadas.

Além disso, o ensino da Geografia sob as novas diretrizes contempla uma escola que acolha as diversidades, dialogue com as múltiplas culturas da juventude, forme o estudante para a vida pessoal e a corporativa e esteja apta a trabalhar a flexibilidade como princípio de organização curricular, estruturando seu planejamento com base no desenvolvimento das Competências Gerais e Específicas da BNCC.

Destaques da Obra

As dimensões de trabalho propostas nesse material – Projeto de Vida, Isolamento Disciplinar, Interdisciplinaridade e Avaliação – estão concatenadas na obra em seis unidades teórico-práticas, que, além de proporem reflexões e trazerem atualizações sobre determinados temas, apresentam quatro tipos de vivências, sendo que é possível se envolver ativamente com tais conteúdos.

Em cada uma das unidades são apresentadas propostas de atividades e vivências individuais ou coletivas, com o objetivo de relacionar teoria e prática de maneira contextualizada, desenvolvendo o protagonismo, a autoria e a experimentação, assim como possibilitando o aprofundamento do estudo dos temas referentes à Geografia e aos conteúdos propostos pela BNCC.

Estrutura da Obra

Unidade 1 – COMEÇO DE CONVERSA: apresenta as diretrizes da BNCC e do Novo Ensino Médio, as características do professor do século XXI e os princípios da obra, que se baseiam na homologia de processos (quando o professor aprende na prática aquilo que vai ensinar à turma) e nas metodologias ativas, que levam em conta os diversos modos de aprender e as estratégias diversificadas de ensino. Essa Unidade traz ainda um debate acerca do referencial teórico-metodológico da Geografia, do papel desse elemento no Ensino Médio e suas funções na escola, além da concepção da área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e da importância da contextualização do conhecimento, do espírito investigativo e da experimentação para a aprendizagem.

Unidade 2 – CAMINHOS E TRANSFORMAÇÕES: os textos da unidade promovem reflexão e vivências dos docentes, que identificam seus potenciais, interesses, paixões e dificuldades, estabelecendo metas e estratégias para alcançar objetivos pessoais e projetar o futuro de maneira flexível. O professor é convidado para um mergulho de autoconhecimento, conectando sua trajetória e o contexto em que vive com suas expectativas futuras, a fim de buscar significados em múltiplas dimensões (profissional, social, física e emocional).

Unidade 3 – QUAL É O LUGAR DA GEOGRAFIA NO NOVO ENSINO MÉDIO?: aborda a especificidade da Geografia como componente escolar e seu papel na área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas. Também propõe uma reflexão sobre o isolamento disciplinar e a análise dos objetos de conhecimento à luz do desenvolvimento das Competências Gerais e Específicas preconizadas pela BNCC.

Unidade 4 – PARA QUE INTEGRAR CONHECIMENTOS?: traz as contribuições que a Geografia pode oferecer para efetivar uma abordagem integrada dos saberes na escola. Para isso, apresenta, sob a forma de vivências, a necessidade e as possibilidades de um diálogo permanente entre os objetos de conhecimento, as metodologias e os saberes na área de Ciências Humanas e Sociais Aplicadas, assim como a demanda de que os conhecimentos estejam contextualizados na vida do professor e na do estudante, levando em conta a realidade local.

Unidade 5 – COMO IDENTIFICAR A APRENDIZAGEM?: indica uma das grandes mudanças propostas pelo Novo Ensino Médio – a de que o estudante deve ser corresponsável pelo próprio processo de ensino e aprendizagem. Diante desse novo paradigma, essa unidade auxilia a repensar e construir novos modelos de avaliação e instrumentos que considerem os caminhos particulares pelos quais cada estudante aprende e que possam contribuir para melhorar a aprendizagem, orientar as práticas didáticas e possibilitar uma experiência de conhecimento ampliada.

Unidade 6 – SISTEMATIZAR E PLANEJAR: tem por objetivo auxiliar o docente para que ele possa sistematizar aquilo que aprendeu e seja capaz de elaborar o planejamento do seu curso de modo consciente e organizado. A unidade propõe também que o professor crie o seu próprio plano de ações, no sentido de implementar cotidianamente práticas, atitudes e hábitos necessários para alcançar seus objetivos e colaborar com a construção do seu projeto de vida. O plano funciona como uma agenda positiva, que pode ser organizada de maneira propositiva. Considerando metodologias ativas, as experiências são registradas por meio da confecção de um varal de ideias, por exemplo, ou da escrita de um diário.

Por fim, é apresentada uma proposta de autoavaliação, na qual o docente pode identificar suas aprendizagens ao longo dessa formação, valorizar suas novas aquisições e observar temas que demandam aprofundamento e estudos.

Videotutoriais

A obra é acompanhada de um videotutorial que, sinteticamente, apresenta:

  • Abordagem teórico-metodológica;
  • Os objetivos e as as justificativas das unidades;
  • Conceitos primordiais da BNCC que serão abordados;
  • Os procedimentos a serem

Autores